Exercício para controle de diabetes

Caso você não tenha ouvido falar: o exercício é muito bom para pessoas com diabetes tipo 2.

Ele ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, aumenta os níveis de energia, melhora a saúde do coração e promove o bem-estar emocional. Exceto outras complicações médicas, a maioria das pessoas com diabetes pode e deve se exercitar para o controle da doença e para uma melhor saúde geral.

Como o exercício melhora o açúcar do sangue?

O exercício reduz o açúcar no sangue de duas maneiras:

Primeiro, o exercício aumenta a sensibilidade à insulina. Isso significa que suas células serão mais capazes de usar a insulina disponível para absorver o açúcar da corrente sanguínea e utilizá-lo como energia para o seu corpo.

Segundo, o exercício estimula outros mecanismos que permitem que seus músculos absorvam e usem o açúcar como energia, mesmo sem insulina.

As atividades físicas não só melhoram níveis de açúcar no sangue a curto prazo, mas o exercício ao longo do tempo também contribui para baixar os níveis de A1C ao longo do tempo.

Leia também: Como curar diabetes tipo 2 naturalmente

Qual a importância dos exercícios na diabetes?

Levar um estilo de vida sedentário (ou inativo) é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de diabetes tipo 2, e a alta incidência de obesidade e sobrepeso entre pessoas com tipo 2 também está altamente correlacionada com a inatividade. Iniciar um programa de exercícios pode diminuir a massa corporal e, consequentemente, diminuir a resistência à insulina do diabetes tipo 2.

Estudos mostraram que pessoas com diabetes tipo 2 que se exercitam regularmente têm melhores perfis de A1c do que aqueles que não o fazem. Junto com a terapia nutricional médica, o exercício é uma das primeiras linhas de defesa no controle do diabetes tipo 2.

Além disso, o exercício é uma ferramenta fundamental na prevenção de uma das principais complicações do diabetes tipo 2: a doença cardiovascular . Estudos mostraram que a atividade regular reduz os níveis de triglicérides e a pressão arterial.

De quantos exercícios uma pessoa com diabetes precisa?

A American Diabetes Association (ADA) recomenda a seguinte atividade física para adultos com diabetes tipo 2:

Pelo menos duas horas e meia de atividade física de intensidade moderada a vigorosa por semana (por exemplo, caminhada rápida, hidroginástica, natação ou corrida).

Duas a três sessões de exercício resistido por semana. Exercício de resistência é a atividade física que fortalece a força muscular, como levantar pesos ou fazer flexões.

Não mais do que dois dias seguidos sem atividade física.

Incorporar exercícios de flexibilidade, como alongamento ou yoga em sua rotina semanal.

Leia também: Afinal, diabetes tem cura mesmo?

Barra Lateral De Segurança

Marque uma consulta com seu médico antes de iniciar um programa de exercícios. Se você tem certas complicações diabéticas, como danos nos nervos,  doenças oculares e  doenças renais, seu médico pode recomendar maneiras muito específicas de se exercitar.

Como o exercício normalmente tem um efeito de diminuição da glicose no sangue, se você estiver tomando insulina ou certos medicamentos como sulfoniluréias e glinidas, precisará prestar atenção especial aos níveis de glicose no sangue antes, durante e depois do exercício. Converse com seu médico sobre tomar algumas medidas para prevenção. Se você não estiver tomando esses medicamentos, não precisa se preocupar com o nível baixo de açúcar no sangue devido ao exercício, mas ainda pode testar seu nível de açúcar no sangue para saber como o exercício afeta seu corpo ao longo do tempo.

Depois de obter aprovação para iniciar um programa de condicionamento físico, siga estas dicas para se manter seguro durante o exercício:

Manter um registro. Use um diário de exercícios para rastrear suas atividades físicas e seus níveis de açúcar no sangue antes e depois do exercício.

Fique hidratado. Beber água antes, durante e após o exercício é importante para reduzir o risco de desidratação associado a açúcares no sangue.

Aqueça e esfrie. É recomendável um aquecimento de 5 a 10 minutos de atividade aeróbica (caminhada, ciclismo, etc.) em um nível de baixa intensidade e alongamento suave por mais 5 a 10 minutos. O desaquecimento também deve durar de 5 a 10 minutos, até que a freqüência cardíaca retorne aos níveis anteriores ao exercício.

Vista-se apropriadamente. Use calçados e meias bem ajustados e roupas respiráveis ​​e adequadas ao clima para evitar problemas nos pés e insolação.

Respire bem. Durante um treinamento de força, não prenda a respiração, pois isso pode afetar a sua pressão arterial e fazer com que você se sinta tonto. Consulte o seu médico antes de iniciar a resistência ou o treinamento de força.

Comece devagar. Se você é novato em exercício, ou se ficou inativo por um longo tempo, comece se acalmando e aumentando o tempo à medida que gradualmente aumenta sua resistência corporal.

Poupe seu fôlego. Uma ligeira falta de ar é normal durante o treino cardiovascular, mas o esforço para recuperar o fôlego não é. Você deve ser capaz de manter uma conversa enquanto se exercita.

Leve um telefone. Se se exercitar ao ar livre, sempre terá acesso ao serviço médico de emergência através de um telefone celular ou outro meio de comunicação, caso seja necessário.

Exercício para controle de diabetes
5 (100%) 1 vote

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: