Mandioca Engorda ou Emagrece (Aipim)? Calorias Carboidratos e Dicas –  Olá  pessoal, tudo bom? Hoje eu vou falar da macaxeira, mandioca, macamba, castelinha, ou como falam no Rio de Janeiro, né, de onde eu sou, o aipim. Então, você quer saber se o aipim engorda  ou emagrece, se substituir o aipim pelo arroz é uma boa, e se é melhor você trocar a  farinha de trigo no bolo para usar aipim. Fica comigo nesse vídeo, que eu vou responder  isso tudo para você aqui, agora. Tudo num vídeo só.

Mandioca Engorda ou Emagrece (Aipim)? Calorias Carboidratos e Dicas

O aipim é um tubérculo, né, da família  das batatas, enfim, e ele tem um alto valor energético. Em 100 gramas de aipim, a gente tem 150 calorias,  e muitos minerais. O aipim é bem nutritivo, ele tem bastante  cálcio, fósforo, ferro, e além de algumas vitaminas do complexo B.

Tipos de Preparos da Mandioca 

Então, a gente sabe que a mandioca, o aipim,  enfim, ela pode ser consumida cozida, assada, como farinha, como polvilho, como tapioca,  ele é um alimento muito versátil, muito nutritivo, inclusive para as populações  indígenas e do Nordeste do Brasil que fazem consumo praticamente diário do aipim, é  muito interessante.

Bom, aipim é muito calórico, né, como a  gente já viu, e não tem uma quantidade expressiva nem de proteína, nem de gordura, nem de fibra. Por isso, o índice glicêmico dele acaba  sendo alto.

Com isso, você tem que tomar um certo cuidado  quando você adiciona aipim no seu prato. Principalmente se você faz purê de aipim,  que bota manteiga, bota queijo, alguma coisa.

Ou, se você come o aipim frito, que normalmente  é como as pessoas mais comem mesmo, né, que aí frita no óleo, e tem que ter muito  cuidado com a forma que você prepara, porque já é um alimento muito calórico. Então, se você está buscando emagrecer,  não é que você não vá comer aipim, mas uma quantidade bem menor vai te ajudar nesse  sentido.

Mandioca tem Glúten? 

Além disso, uma coisa boa do aipim é que  ele não tem glúten. Então, se você tem doença celíaca, algum  tipo de alergia ao glúten, e não pode comer outros alimentos que contêm glúten, a substituição  pelo aipim, aí sim, pode ser muito interessante para você, porque é neutro, nesse sentido  vai te ajudar.

Só tem que tomar cuidado para ver se a preparação  que você quer substituir a farinha de trigo, combina com sabor do aipim, com textura, né?

Por exemplo, se você quer substituir algum  bolinho de legumes, alguma coisa do gênero, combina bem, vai ficar legal. Agora por exemplo, um bolo de chocolate feito
com aipim, já não acho tão bom. Tem outras opções de farinhas sem glúten
que você pode escolher, que vai dar um resultado mais gostoso, vai ser melhor para você.

O aipim, também, é uma fonte bem interessante  de saponinas, e esses fitoquímicos podem ajudar a baixar o colesterol, então se você  busca o controle do colesterol, introduzir o aipim pode ser interessante, desde que você  tome cuidado com a  quantidade de aipim que você come, como eu já falei antes. Não é porque um alimento faz bem ou tem  alguma característica positiva, que a gente vai comer uma quantidade muito grande dele  todos os dias.

A gente tem que ter bom senso nesse sentido,  para conseguir ter os benefícios dos alimentos de forma real no nosso dia a dia. Senão, acaba que a gente come uma quantidade  muito grande e engorda.

Aí às vezes você pode estar pensando: “poxa  Patrícia, como é que então eu vou comer aipim, porque eu gosto, eu quero comer aipim  no meu dia a dia?

Uma forma que eu te falo sempre é: coma com  uma porção de proteína magra, por exemplo, um peito de frango, uma carne mais magra,  ou até com uma porção de um peixe gordo, que nesse caso é mais saudável também,  e bastante hortaliça, fruta, fruta não, desculpa, a parte de hortaliças: legumes,  verduras, que vão ter bastante fibra e vão diminuir o índice glicêmico do aipim, fazendo  com que a carga glicêmica desse prato seja média, ou um pouco mais baixa do que estava  antes.

Muitas pessoas me perguntam também da bendita  farofa, que é muito comum no Brasil e, enfim, para algumas pessoas é um hábito quase que  diário. E a farofa, ela é feita com a farinha da  mandioca, né, a farinha do aipim, torrada, e aí bota manteiga, banha, linguiça, bacon  , enfim, bastante coisa calórica e gordurosa.

Então ela acaba ficando uma bomba calórica,  que não acrescenta quase nada de benéfico para você. Se você é daquela pessoa que ama farofa,  não vive sem farofa, a minha sugestão é: faça uma farofa substituta.

Você pode substituir a farinha de mandioca  por farinha de linhaça, e aí você pode usar como base da sua farofa uma cebola refogada,  couve, pode usar cenoura raladinha, que aí você vai ter aquele aspecto, aquela crocância  da farofa bem temperadinha, ao invés de ter essa bomba calórica no seu prato, prejudicando
o seu processo de emagrecimento, está bom?

  • Você costuma comer aipim, costuma comer mandioca?
  • Qual é a fórmula que você come?
  • Você come farofa no dia a dia?
  • Come ele mais no café da manhã?
  • Sei que no nordeste, muita gente come assim.

Então, me conta um pouquinho. Inclusive, se você come no café da manhã,  você pode comer com um ovo cozido, com a clara do ovo, porque aí você vai melhorar  a questão do índice glicêmico também, essa é uma dica legal.

Conta para mim então nos comentários: como  que você come aipim, se você gosta de aipim, Até a proxima …

 

4.8/5 - (521 votes)