[newsplus_news_ticker num="7"]

Na hora de se mudar de casa, o que embalar primeiro?

Na hora de se mudar de casa, o que embalar primeiro? –  Uma mudança residencial é uma atividade que muitas famílias realizam algumas vezes durante suas vidas, mas com algum grau de organização é possível passar por esta experiência sem muitos traumas.

Na hora de se mudar de casa, o que embalar primeiro?

Em recente artigo publicado no site do New York Times, uma pesquisa indicou que as pessoas sentem um certo desconforto emocional quando se mudam, é necessário um período de adaptação, em alguns casos uma mudança residencial pode levar até 1 ano para ser totalmente aceita emocionalmente pelos membros da família.

Transporte de mudança residencial, também carrega emoções

Logo fica claro que uma mudança residencial afeta a família em trânsito de várias formas, além dos custos envolvidos no processo, são raros os processos de transporte de mudanças, onde itens queridos por todos não se perdem ou se danificam, criando um estresse adicional em todos.

Um exemplo de coisas que ficam para trás em uma mudança residencial, são alguns senão todos os móveis planejados, estes itens que compõem a identidade da casa, não são removidos durante os processos de transporte de mudanças. A natureza do móvel planejado é justamente esta de ser feito sob medida não para aquela família, mas para aquele imóvel.

 

  • Antes de mudar-se é bom considerar que alguns de seus itens deverão permanecer no local e deverão ser esquecidos.

Embala-se o seu coração primeiro

Coisas quebrando, artigos empoeirados localizados, lembrança de cores, cheiros devem ser embalados primeiro, sim é necessário um preparo emocional para ter uma mudança residencial, é necessário embalar o coração e a alma.

Prepare as crianças, se este for o seu caso, para a empresas de mudanças, ressalte a importância da mudança trazendo à mesa familiar os bons aspectos que a mudança trará para a família, lembre que é o momento de desapegar de algumas coisas para abraçar outras novas.

 

  • Pode levar até 1 ano para que o ciclo de mudança se assente no emocional de sua família.

 

É muito normal que itens sejam deixados para trás durante a mudança residencial, garanta que todos da família participem deste descarte, é importante coletar a aprovação geral, este processo não irá criar feridas emocionais e abreviará o período de aceitação da mudança.

Como transportar o veículo para a nova residência?

Itens pessoais de maior valor, como o seu veículo podem ser conduzidos pelos seus proprietários até o destino, em alguns casos, como nas mudanças residenciais entre estados ou até entre países diferentes, é necessário contratar um serviço especial, como no caso acionar uma transportadora de veículos

 

  • O transporte de veículo, por meio de uma transportadora, exige um planejamento em separado da sua mudança residencial, pois leva mais tempo para entrega até o destino.

 

No momento de contratar um transporte para o seu veículo, por meio de uma transportadora de veículos, cuide para que o seu veículo seja transportado por uma empresa séria, que tenha todos os certificados de autorização e lhe apresente apólices de seguros válidas e que contemplem o valor integral do seu patrimônio.

Mais dicas para serem adotadas, na hora de transportar o seu veículo:

 

  • Entre o seu veículo sem gasolina, ou na reserva
  • Fotografe o seu veículo no momento da entrega
  • Não carregue dentro do veículo, caixas aparentes
  • Tire fotos dos pneus, incluindo o estepe

Na casa nova, o que montar primeiro?

Após anos ajudando pessoas em seus processos de mudanças, profissionais do setor de transporte de mudanças recomendam que a cozinha seja a primeira a ser instalada, logo ao concluir a mudança e a sua família se encontrar no destino, garanta que seja feita uma boa refeição na sua nova casa.

É como um processo de batismo, quando se prepara a primeira refeição na casa nova, se estabelece um importante ritual afirmativo, aqui chegamos e aqui viveremos.

É possível deixar a nova casa pronta, no dia da mudança? Pode até ser possível, mas pouco provável, não se cobre muito neste momento, vá se adaptando ao novo local, leve a família para dar uma volta no bairro, conheça o comércio local, saiba onde fica a feira, o banco mais próximo, onde fica o endereço do médico, converse com os vizinhos.

Todas estas questões sociais abreviam o processo de adaptação ao novo lar e ampliam a aceitação pelas drásticas mudanças ocorridas na vida de todos. Boa mudança!

 

Ronaldo Luis Gonçalves

Pai, Marido, Escritor, Engenheiro de Software, Empreendedor atuando no mercado de marketing digital, é também redator de diversos sites na internet.

 

4.8/5 - (117 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top