Low carb na dieta

Low carb na dieta

As pessoas que estão procurando por uma dieta para perder peso e manter o corpo magro, geralmente se deparam com a questão de como escolher os alimentos certos. A maioria das pessoas acaba optando por dietas restritivas que prometem emagrecer rápido, mas não são sustentáveis no longo prazo. Isso faz com que você fique sentindo fome e se frustre achando que não há saída para sua situação. A resposta para essa questão é simples: carboidratos! Entretanto, carboidratos naturais são muito melhores do que as opções artificiais ou industrializadas.

Procure reduzir os açúcares e amidos

Há várias coisas importantes que você deve fazer para ajudar a perder peso:

Reduza a quantidade de açúcar e grãos em sua dieta. Evite alimentos processados, que geralmente contêm grandes quantidades de gordura e sal, além de açúcares adicionados. Em vez disso, coma mais vegetais e frutas, especialmente as de folhas verdes, que são baixas em calorias, mas ricas em nutrientes.

Evite bebidas açucaradas, como refrigerantes ou sucos de frutas, pois contêm grandes quantidades de frutose e oferecem pouco ou nenhum valor nutricional.

Se você bebe álcool, limite-o a um copo por dia (ou melhor ainda, nenhum). O álcool contém 7 calorias por grama – mais que o dobro do número de carboidratos ou proteínas! Ele também não contém fibras, por isso é fácil para o seu corpo absorver rapidamente, o que significa que essas calorias extras também aumentam rapidamente!

Coma alimentos com gordura natural

Alimentos gordurosos são bons para você. Embora sejam ricos em gordura, eles também contêm nutrientes essenciais, como vitaminas, minerais e antioxidantes. Peixes gordurosos como salmão, cavala e sardinha são excelentes fontes de ácidos graxos ômega-3. Nozes e sementes como amêndoas, nozes e sementes de abóbora também fornecem gorduras monoinsaturadas que ajudam a diminuir os níveis de colesterol. Abacates são outra grande fonte de gorduras monoinsaturadas e potássio, enquanto o azeite contém ácido oleico saudável para o coração.

Beba água

Beber água

A maneira mais fácil de se manter hidratado é beber metade do seu peso corporal em onças todos os dias. Se você não tem certeza de quanta água deve beber, comece bebendo o máximo que puder e veja como isso faz você se sentir. Não há necessidade de pensar demais nisso! A água é a nossa fonte de líquido mais abundante no planeta e nada melhor para o nosso corpo do que uma boa dose de hidratação.

Evite carnes processadas

Além de evitar carnes processadas, também é aconselhável limitar o consumo de carne vermelha. De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Agricultural and Food Chemistry, a carne vermelha cozida tem sido associada ao câncer colorretal.

Assim, você deve evitar bacon e cachorros-quentes, bem como salsichas e frios. Em vez disso, tente comer mais peixes ou aves sem pele. Você também pode comer vegetais verdes, como brócolis ou espinafre, regularmente para aumentar a quantidade de fibras em sua dieta e reduzir o risco de desenvolver doenças cardíacas ou câncer.

Ao cozinhar aves ou peixes, certifique-se de que não sejam cozidos demais para que retenham seus nutrientes; isso inclui remover a pele do frango antes de cozinhar porque contém níveis prejudiciais de gordura.

As nozes são outra opção de alimento saudável para aqueles que seguem uma dieta pobre em carboidratos, porque contêm gorduras insaturadas em vez de gorduras saturadas encontradas em produtos de origem animal, como carne e laticínios, que têm sido associados ao aumento do risco de doenças cardíacas devido ao seu alto teor de colesterol.

Não tenha medo de gordura

Não tenha medo de gordura. A gordura é boa para você e não é o inimigo. Não se preocupe com a gordura que vem da sua alimentação. E não se preocupe em comer mais gordura na dieta em geral para perder peso. É verdade que alguns tipos de gordura dietética são melhores para você do que outros, mas todas as gorduras são partes essenciais de uma dieta saudável – mesmo gorduras saturadas como manteiga e banha de porco, que foram difamadas por cientistas de alimentos ao longo dos anos. As gorduras dietéticas ajudam a manter a pele gorda e macia, lubrificam as membranas celulares para que funcionem adequadamente (e garantem que suas células enviem sinais umas às outras), transportam as vitaminas A, D, E e K por todo o corpo para que possam fazer seu trabalho com eficiência ( e protegem contra doenças como o câncer), auxiliam a digestão, ajudando os sólidos a se moverem pelo estômago com mais facilidade (e previnem a constipação), regulam os níveis hormonais em homens e mulheres (incluindo a produção de testosterona nos homens) e, ao mesmo tempo, mantêm seus sistemas equilibrados durante períodos de estresse ou doença … bem, você entendeu: comer muita proteína ou carboidratos não importa tanto quanto se preocupar em obter gorduras de boa qualidade suficientes em nossas dietas todos os dias!

Coma o máximo de comida que conseguir

Você deve comer até ficar satisfeito, e só então. Você pode se surpreender ao saber que esse é de fato o objetivo da maioria das dietas da moda – mas com uma diferença!

Então, o que você acha? Comer até ficar satisfeito ajuda na perda de peso? A resposta é sim e não. Se você tem um distúrbio alimentar ou outros problemas de saúde relacionados ao apetite, pode não ser a melhor ideia comer até ficar satisfeito. Mas, por outro lado, comer quando está com fome e parar quando está cheio demonstrou melhorar os resultados de saúde ao longo do tempo, tanto em humanos quanto em animais não humanos!

Leve em conta suas necessidades pessoais

Leve em conta suas necessidades pessoais. A dieta low-carb não é para todo o mundo, e ela pode não ser a melhor opção para você. É importante observar o seu corpo e seus sinais de fome ou de saciedade. Se você estiver com fome, coma – mas não exagere na quantidade! Se você não estiver com vontade de comer, tente experimentar uma variedade de alimentos saudáveis e acrescente carboidratos nos dias que consomem mais energia (por exemplo: exercícios). Ainda assim, faça isso sem abrir mão do controle da porção.

Apesar do fato de que a dieta low-carb começa com menos carboidratos do que outras dietas regulares, ela também pode provocar cólicas e desconforto gástrico no início da adesão à mesma. É importante ter isso em mente antes de optar por uma mudança drástica na alimentação devido às sensações espontâneas que podem surgir no trato digestivo durante os primeiros dias ou semanas após adoçar o plano de alimentação regularmente consagrado pelos nutricionistas brasileiros (ou até mesmo anterior).

Leve embora:

A conclusão deste artigo é evitar alimentos processados e comer gorduras naturais, além de beber água. Além disso, coma carne que não seja processada e coma o máximo de comida que puder.

Conclusão

É importante lembrar que todos têm necessidades e preferências diferentes quando se trata de fazer dieta. Também é importante ser flexível, pois todos temos nossas próprias limitações e preferências quando se trata do que comemos diariamente. Se você está procurando uma maneira de comer que o ajude a perder peso e se sentir melhor em seu corpo, esse tipo de dieta pode ser o seu caminho!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Bélit Araújo onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos assuntos.

Rate this post

101 Receitas Low Carb Com Dicas Para Perder Peso

Quero Conhecer o e-book que vai destravar a Minha dieta e fazer eu ganhar de volta a minha Autoestima e Qualidade de Vida, Para Você que Não aqguenta mais a rotina da falta de sucesso, clique n Botão a baixo e estude o E-book 101 das Receitas Low Carb Com Dicas Para Perder Peso! Vai Menina ...

101 receitas low carb

Alex Sales

Apaixonado por passar informações. Desde 2013 obtendo e escrevendo na internet. Acredito que isso faz uma grande mudança na vida das pessoas. Site onde o Alex costuma escrever: <a href="https://dicasdofreitas.com/">Dicas Do Freitas</a>

Learn More →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *